“LEMBRAI-VOS DA MULHER DE LÓ”.Lc 17.32


INTRODUÇÃO.
Ló era sobrinho de Abraão. Filho de seu irmão Arã, Gn 11.27. Tendo ficado órfão, passou a viver com o avô, Terá. Quando Terá mudou-se de Ur para Harã levou consigo Abraão com a esposa e o neto Ló. Terá faleceu em Harã e Abraão, que não tinha filhos, adotou Ló. A Bíblia não dá detalhes sobre a mulher com quem Ló casou-se. Se era sua parenta tendo o acompanhado desde que saíra de Ur, ou se o casamento aconteceu na cidade de Sodoma aonde habitou desde que separou-se de seu tio Abraão. A família de Ló era composta da esposa e duas filhas, e habitavam em Sodoma, cidade que estava situada na fértil planície ou “círculo” do Jordão, que Ló havia preferido habitar depois de tê-la visto da montanha com Abraão a oeste de Betel, Gn 13.10,11. Não obstante a má conduta dos habitantes de Sodoma, Ló acampou em sua cercania (v.12) e, finalmente, estabeleceu-se dentro de seus muros.

I – A VIDA DE LÓ E DA FAMÍLIA E SEU APEGO POR SODOMA.

Ló era um homem rico. Muito querido na cidade. As filhas ali cresceram. A mulher, não se sabe, provavelmente fora tomada das filhas da cidade. Isso talvez explique o seu apego total pela cidade.

Na verdade não era intensão de Ló mudar-se nunca dali. As filhas estavam noivas, Ló, homem importante, sentava-se às tardes na porta da cidade (Gn 19.1). Tocava a vida sem muita preocupação. A semelhança de Ló, muitos crentes estão vivendo assim, hoje em dia: são bem empregados, possuem muitos amigos, gozam de muita saúde, nada lhes preocupa, por isso podem dar um tempo para as coisas espirituais. Congrego-me em qualquer igreja dizem. Agem da forma como falou certa vez o bispo de Goiânia afirmando ser a religião é como um coquetel: a pessoa escolhe, disse ele, a bebida que mais lhe agrada. E, dessa forma vão tocando a vida sem levar a sério a salvação.

Meus irmãos, bom é que estejamos atentos à Palavra de Deus que diz. “Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará” Gl 6.7.

1 – Um Deus que revela.

Deus revelou para Abraão que iria destruir a cidade de Sodoma e assim, como fez tal revelação a Abraão, assim também, através do Senhor Jesus, tem-nos revelado o que acontecerá em breve. O texto lido diz: “Lembrai-vos da mulher de Ló”. Quando o Senhor Jesus dar-nos esse aviso, simplesmente está advertindo-nos para que não caiamos no mesmo erro que caiu a mulher de Ló.

Tudo o que aconteceu com povo de Deus no passado, é para nos servir de exemplo I Co 10.11,12, é bom, pois, que estejamos vigilantes. Vejamos alguns exemplos:

1.1 – A mulher de Ló foi desobediente.

A ordem de Deus era não olhar para traz, Gn 19.17, ela olhou (v. 26) Um gesto de desobediência. Nós também temos sido desobedientes. Esta a razão porque hoje raramente se vêem crentes sendo batizados com o Espírito Santo; não se ouve línguas estranhas na Igreja; raramente acontece conversão de almas; testemunhos de curas divinas são raros. Sabem por que tudo isto tem deixado de acontecer? Por causa da nossa desobediência. Na Assembléia de Deus de outrora há trinta ou quarenta anos atrás aconteciam todas estas coisas que acima me referi, e sabem por quê? Porque naquela época o crente da Assembléia de Deus era diferente: seus membros não iam ao cinema. Os homens não usavam bermudas e camisetas sem mangas pelas ruas; tão pouco, usavam cavanhaques. As mulheres não se pintavam, não usavam colares, pulseiras, nem vestidos sem mangas. Havia obediência à Palavra de Deus e aos ensinos da Igreja, I Tm 2.9,10; I Pe 3.1-3. E nós ficamos aí aos gritos: opera Jesus! Opera! Como operar no meio de um povo desobediente? Hb 13.17.

Hoje, Deus não mais vai te converter numa estátua de sal, mas, Jesus vem a qualquer momento e alguém vai ficar aqui. No Juízo não vai poder dizer o meu pastor não me ensinou sobre isso.

2.2 – A mulher de Ló amou mais Sodoma do que a Palavra de Deus.

O Senhor Jesus diz: “Ninguém, que lança mão do arado e olha para traz, é apto para o reino de Deus” (Lc 9.62). Ser apto é: 1) Ter aptidão; 2) Ser capaz; 3) Ser idôneo. O apóstolo Paulo diz: “Ninguém que milita se embaraça com negócios dessa vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra”. E, ainda, “Se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente” II Tm 2.4,5. Como meus irmãos eu posso amar a Deus e ao mundo ao mesmo tempo? Ler I João 2.15, 16; Rm 12.2. (Conformar é: 1) Tornar conforme; 2) Concordar; 3) Condizer.

Se a mulher de Ló se conformava com a devassidão que acontecia em Sodoma, estava concordando com aquilo. Para ela o que lá acontecia simplesmente era normal. Hoje, estamos vivendo em um mundo que em nada difere de Sodoma, mas muitos de nossos irmãos, jovens, principalmente, da Igreja querem viver concordando com aquilo que o mundo faz. Não Igreja! Estamos aqui para transformar o mundo e não para admitirmos em nosso meio as suas práticas. Somos um povo especial, Tito 2.11-14. Se outras igrejas se conformam com isso para terem os seus templos cheios, nós continuaremos combatendo o erro porque a nossa meta não é quantidade, é qualidade. Queremos chegar aos céus.

II – OLHANDO PARA JESUS. (Hb 12.1,2).

O texto de Hebreus 12.1 diz que devemos correr, mas, não diz para ninguém sair correndo por aí como cego em tiroteio, isto é sem saber para onde vai. Temos uma rota a seguir: o caminho traçado por Cristo (João 14.6), e uma meta a alcançar que é a cidade celeste, Fl 3.20. Por isso o versículo 2 de hebreus 12 diz: “Olhando para Jesus”

Não podemos achar que estamos seguros e que nada mais nos acontecerá só porque aceitamos Jesus como nosso Salvador e Senhor. Paulo recomenda: “Aquele que cuida está em pé, olhe não caia”, I Co 10.12. O Inimigo não dorme, Mt 13.24,25. Na tentação do Senhor Jesus em Mt 4.1-10 temos algumas lições interessantes: 1) O inimigo apelou para a necessidade física de Jesus, a fome. “Manda que estas pedras se transformem em pães” (v. 3). É claro que não deu certo Jesus era superior a fome. O crente também tem que ser superior à fome. Não pode sair por aí comendo qualquer coisa duvidosa, às vezes até comidas oferecidas aos ídolos. É bom advertir aos nossos filhos que não devem receber e chupar balinhas que são oferecidas às crianças no dia de Cosmo e Damião. 2) O inimigo apelou para a vaidade: “lança-te daqui abaixo” (v.6). Jesus não tinha necessidade de mostrar para o público que tinha poderes para sair voando ao saltar de uma grande altura e chegar ao chão sem se machucar. Quantas vezes o inimigo tem apelado para a sua vaidade. Às vezes ele apela para o seu narcisismo. Começamos a nos achar bonitos e aí fazemos de tudo para ficarmos mais bonitos a fim de agradar ao mundo. 3) A última cartada era decisiva: “mostrou os reinos do mundo e a glória deles”. “Tudo te darei”. (vs. 8,9). Nada podemos aceitar daquilo que o mundo nos oferece. Nada. “Mas foi meu colega ou minha colega quem me deu”. Não, meu querido ou minha querida jovem. Teus colegas querem ver-te no buraco. Quando você estiver por aí na rua da amargura os colegas não vão te ajudar. Hoje temos por aí menininhas que pertenciam à Igreja e estão grávidas porque foram na onda de colegas. Lembra-se do Filho Pródigo? “ninguém lhe dava nada”. Lc 15.14-16. Cuidado! Pv 22.3.

A nossa vitória está em Jesus. Vejamos alguns de seus exemplos:

1 – Humildade Fl 2.5-9.

2 – Obediência Hb 5.8,9.

3 – Fazia a vontade de Deus e não a Sua própria Hb 10.7-9.

4 – Não pecou Hb 4.15.

Ele é o nosso exemplo em tudo e está às portas para arrebatar a Igreja. Só olhando para Ele e seguindo os Seus exemplos poderemos subir no dia do arrebatamento. “Ninguém se engane a si mesmo”, I Co 3.18.

III – A MISERICÓRDIA DE DEUS MANIFESTADA.

Ló estava totalmente envolvido com a cidade, ainda que fora um homem justo II Pe 2.6-8. Não sabe se por justiça dele ou por amor a Abraão Deus intervém em favor de Ló.

Há na narração da vida de Abraão, alguns episódios curiosos como o narrado em Gn 18.17-22.
Com já disse: Ló estava totalmente envolvido com a cidade. Embora ele tenha procurado falar de Jeová ao povo daquela cidade, parece-nos que não houve qualquer interesse da parte daquela gente.

E nós o que temos feito no nosso dia-a-dia? Encontramos pessoas e mais pessoas e nada lhe falamos da salvação em Cristo Jesus. Tivesse Ló pregado sobre Jeová ou não.

Por amor a Abraão, acredito, Deus lembrou-se de Ló. Embora, Deus não haja poupado a cidade, livrou o justo Ló Gn 19.15-23.

Moço, moça, senhor, senhora, por amor a um parente nosso, que é servo de Deus, temos alcançado, também, muitas bênçãos. Quantos aqui foram alcançados pela salvação em virtude de ter uma mãe crente, um pai crente ou outro parente qualquer orava todo dia pedindo por sua salvação?



CONCLUSÃO.

Quero encerrar este ensino exortando-vos sobre o cuidado para não perderdes a salvação. No Apocalipse 3.11 está assim escrito: “Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tom e a tua coroa”.

Ninguém será arrebatado se:

1 – Não for humilde;

2 – Não for obediente;

3 – Não for fiel;

4 – Não for honesto;

5 – não for verdadeiro crente;

6 – Não colocar a fé em Cristo como prioridade de sua vida.
Exorto-vos a meditar no texto escrito Paulo aos Filipenses no cap. 4, versículo 8, que diz: “Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, se há algum louvor, nisso pensai!”.

Pr. Samuel Lopes da Silva.

Um comentário:

Alberto Marques disse...

Que Deus continue abençoando o amado pastor o mundo precisa de homens como o senhor, com um forte compromisso com a palavra de Deus que a paz do Senhor seja com o amado e sua família.